Como um funcionário do Dropbox mantém vivas as memórias de seu falecido avô

Saiba mais sobre como Paolo Ertreo usou o Dropbox para criar um tesouro digital que ele usa sempre que precisa de um pouco de inspiração.

Foto digitalizada deteriorando mostra aviões da Segunda Guerra Mundial voando

 

Paolo Ertreo é uma pessoa totalmente sentimental. Quando foi promovido a gerente de design de produto no Dropbox, fez capturas de tela de todas as mensagens de parabéns que recebeu de seus colegas no Slack. Dezembro marcará seu aniversário de três anos conosco, mas seu talento para aproveitar ao máximo o armazenamento em nuvem começou muito antes de ele ingressar na empresa. 

Nascido e criado em Gênova, Itália, Paolo usa o Dropbox para preservar a memória de seu avô americano, incluindo fotos de suas viagens durante a Segunda Guerra Mundial, cartas, cartões e mensagens de voz. Sempre que Paolo se sentia triste, recorria ao conforto das palavras encorajadoras de seu avô. Agora que seu avô materno, Paul, faleceu, essas memórias nunca foram tão estimadas.

Paolo adulto com o avô

A mãe americana de Paolo, Paula, e o pai italiano, Maurizio, se conheceram na década de 1980, quando ambos estavam na Marinha. Paolo esteve nos Estados Unidos muitas vezes com sua mãe e seu irmão mais velho, Marco, quando passavam cerca de quatro semanas com os pais de Paula verão sim, verão não. 

Paolo sempre foi próximo de Paul, mas a relação foi reacesa e aprofundada quando Paolo se mudou da Itália para os Estados Unidos. Depois de se formar em ilustração e animação no Istituto Europeo di Design em Milão, Paolo conseguiu um emprego em uma empresa de videogames. Paolo passou a se candidatar a empregos nos EUA e acabou se mudando para a Flórida, onde trabalhou como freelancer.

Mas Paul morava no sul da Califórnia, por isso telefonemas, cartões e cartas foram parte importante da conexão que mantinham. Outros familiares também enviavam cartões e cartas, mas Paul sempre deixava a maioria das mensagens de voz e enviava a maioria dos cartões.

 

Jovem Paulo deitado sem camisa na praia

"Eu era novo no país, eu era novo em tudo... Eu não tinha um emprego e ele era muito bom em enviar cartões pelo correio tradicional", conta Paolo. 

Paolo estava sozinho e às vezes deprimido, mas Paulo estava sempre lá para incentivá-lo e levantar seu astral. 

Paolo se mudou para São Francisco seis meses depois para trabalhar em uma empresa de tecnologia de anúncios de jogos para celular.

"Chegou um momento em que ele e outros parentes me enviavam cartões e eu simplesmente não conseguia guardar todos porque estava em um pequeno estúdio e não queria acumular coisas, por isso passei a digitalizá-los e colocá-los no Dropbox", conta ele.

Paolo se sentia mal jogando essas lembranças fora, mas usar seu celular para digitalizar todas e salvá-las no Dropbox foi a solução perfeita.

Ele criou uma pasta chamada Memórias de família e tinha subpastas para outros membros da família também, incluindo seu pai.

Cartão inspirador do avô

Paolo capturou essencialmente a vida de Paul da década de 1940 até 2020, quando ele faleceu de causas naturais aos 98 anos. A coleção de Paolo inclui fotos de um Paul bem novo e sem camisa descansando na praia onde ele estava estacionado nas Ilhas Marianas do Norte, gravações de voz de Paul compartilhando histórias de guerra e muitos e muitos cartões, incluindo um que diz: “Aguente firme, você tem muito a viver”.

Desde que eles se reconectaram quando Paul já tinha 90 anos, Paolo sabia que estava documentando a vida de seu avô porque ele poderia não estar por perto por muito mais tempo. 

“Criei esse arquivo e agora estou começando a gostar mais dele”, disse Paolo. “Tem mais significado agora que ele não está aqui.”

Paolo, que recentemente deu as boas-vindas a seu filho Arlo, está mantendo vivo o legado de seu avô para inspirá-lo e ajudá-lo enquanto navega pelos capítulos da vida. E, graças à tecnologia, Paolo poderá contar com Paul, sempre que precisar dele.

Saiba mais sobre o backup de fotos

Comece agora mesmo